Descoberto no século XIX, o ozônio (O3), vem sendo utilizado em diversas áreas como tratamento de água, higienizador de alimentos, agente desinfetante em hospitais, tratamentos de diversas doenças, entre outros. Quando aplicada criteriosamente, a terapia com ozônio (ozonioterapia) promove excelentes resultados.

A Ozonioterapia já era amplamente utilizada na medicina humana e já faz algum tempo que vem ganhando um espaço relevante na medicina veterinária como mais uma opção de tratamento das diversas enfermidades que acometem os animais, sendo complementar às demais terapias convencionais.

Graças ao seu poder oxidante, o ozônio na medicina veterinária pode ser aplicado no tratamento de:

  • tratamento de feridas;
  • infecções tópicas, locais e cavitárias;
  • inflamações músculo-esqueléticas;
  • como terapia de suporte em oncologia;
  • lesões dermatológicas;
  • dor;
  • imunomodulação;
  • neuroinflamação.

Principais vias de aplicação do ozônio em animais

Existem várias vias de aplicação vias de aplicação do ozônio na medicina veterinária, mas falaremos hoje das principais. É importante ressaltar que para se definir a via de aplicação ideal deve-se considerar o estado de saúde do paciente e as características da doença. 

O médico veterinário capacitado em Ozonioterapia é quem determina a dose adequada e a via de aplicação de acordo com a indicação e as condições do paciente. Entre as mais principais, destacam-se:

  • Insuflação retal: a mistura do gás ozônio em oxigênio, formado por um gerador de ozônio adequado para ozonioterapia é aplicado em determinado volume e concentração, de acordo com a dose calculada em função do peso do animal, publicada em literatura já consolidada;
  • Tratamento tópico: neste caso são utilizados o ozônio em forma de gás, dissolvido na água ou mediante seus subprodutos formados nos óleos, denominados óleos ozonizados. Geralmente utilizado em tratamentos de feridas de diversas origens;
  • Infiltrações: a mistura de gás ozônio em oxigênio é aplicada em quantidade e concentrações específicas, e locais de interesse, tais como atriculações, musculatura, em subcutâneo, fístulas, entre outros. 

Para as aplicações, somente materiais resistentes ao ozônio devem ser utilizados,  tais como silicone, polietileno, polipropileno, vidro e aço inoxidável.  (BECK; WASSER; VIEBAHN-HANSLER, 1989)

A Ozone & Life é responsável pela produção de geradores de ozônio altamente qualificados, sendo todos eles certificados pela ANVISA. Além disso, também oferecemos outros acessórios e o serviço de calibração de geradores.

Fique por dentro dos cursos oferecidos pelo Instituto Brasileiro de Ozônio e suas Aplicações (IBO3A), com Profissionais Renomados da Ozonioterapia no Brasil e no Exterior.

Conheça os nossos cursos clicando aqui